Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on print
Imprimir

“Presos” em casa sim, mas de espírito aberto e imaginação à solta, a quarentena não foi motivo suficiente para não comemorarmos a Liberdade no 2º Ciclo!

Foi este o mote para o desenvolvimento de um trabalho comum entre várias disciplinas como História, Cidadania, Português, Oficina Criativa, Oficina de Música e Ribombando.
No Teams construímos um PowerPoint partilhado, escrevemos frases sobre o que representava para cada um nós a democracia e depois empenhámo-nos em ilustrar as frases que escrevemos.
Houve também um momento para uma apresentação digital sobre a ditadura Salazarista e as liberdades alcançadas pela sociedade portuguesa com o 25 de abril de 1974.

Construímos cravos 3D com materiais que tínhamos em casa e desenhámos cravos com materiais riscadores. Fizemos quadras alusivas ao 25 de abril e construímos marcadores de livros. Pesquisámos, desenhámos, pintámos e acrescentámos informação sobre o tema.
Mas a música não podia faltar. Vimos fotos e vídeos da época e ouvimos as canções “Grândola Vila Morena” e “E depois do Adeus”, com as interpretações de José Afonso e Paulo de Carvalho.

Sobre estas músicas, fizemos um trabalho de pesquisa e construímos PowerPoints colaborativos.
Realizámos ainda um trabalho rítmico tendo por base o tema “Milho Verde” de José Afonso. Foi um desafio nada fácil de realizar, mas a vontade e a criatividade falaram mais alto e os bombos, os timbalões e as caixas foram substituídos por objetos sonoros.
Nunca a Revolução foi tão globalizada e conectada porque, para situações excecionais, aprendizagens excecionais!

Tomámos a liberdade de não ficarmos presos à situação que vivemos.
Somos livres. Estamos On.