Casinhas de chapins

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on print
Imprimir

Devido às condições climatéricas, tem vindo a registar-se , uma presença maior da lagarta do pinheiro no nosso país.

A Escola Secundária de Sampaio, em Sesimbra carateriza-se por ter alguns espaços verdes e algumas árvores afetadas por esta problemática que pode provocar problemas de saúde a pessoas e animais, no fundo para todos os que frequentam a escola.
Para prevenir e controlar este problema, a Câmara Municipal de Sesimbra procede, desde 2007, à aplicação de microinjeções nas árvores que se encontram nos espaços públicos e em escolas, um dos métodos mais eficazes de minimizar os efeitos da espécie e aumentar a segurança dos cidadãos.

Alguns alunos da escola tem vindo a pensar em soluções ecológicas. Desta forma, foram pesquisadas possíveis soluções, materiais e recursos necessários. E foi em conjunto com as técnicas do Espaço Interpretativo da Lagoa Pequena que foi possível desenvolver um projeto de casinhas para chapins, aves predadoras naturais desta lagarta, que ajudam ao seu combate.
A turma PIEF visitou a Lagoa Pequena e construiu casinhas de chapins para serem colocadas no espaço escolar para que de uma forma ecológica se ajude na resolução do problema.